19/10/2017

Como eu vou aproveitar os tecidos que não estão sendo utilizados?


Olá, candies! Tá, eu sei que essa foto é beeeem antiga, mas ela ilustra bem o que eu quero dizer. Enfim, eu estou com um problema sério, seríssimo aqui no meu trabalho com a marca. Porque o que aconteceu nesse mais de um ano de trabalho? Eu simplesmente comprava os tecidos em uma determinada metragem, chegava em casa, fazia as peças e tal, e sempre sobrava, sei lá, meio metro de tecido. O que eu fazia e faço com isso? Guardo, com certeza! 
Mas qual que é o problema? Que eu acumulei esse armário da imagem e mais algumas sacolas com pedaços de tecidos que não dão para fazer uma peça! E isso é muito problemático. Pensem em quanto material que eu não estou usando e não vai dar para fazer peças que eu já tenho na loja, porque são pedaços muito pequenos!
Daí eu pensei: preciso dar um jeito nisso, e pra já! Porque eu não sou a rainha do espaço dentro de casa, não tenho espaço para ficar guardando coisas não utilizáveis!
Então me veio à cabeça muitas ideias. Pensei em fazer almofadas, brindes grandes e tal. Só que não tem como eu mandar brindes grandes, porque o frete sai muito caro e não é justo cobrar isso das pessoas também, porque elas não pediram por nenhum brinde. 
Então o que acontece? Lembrei de uma peça que eu queria fazer lá no início da loja, que achei em um livro, intitulada por blusa geométrica pelo criador, Gil Brandão.
Essa blusa tem várias partes pequenas e isso é perfeito para fazer com os tecidos que eu tenho! Quando eu estava pensando no que fazer, também pensei em outras peças pequenas, como croppeds ou só detalhes de alguma peça, talvez eu também faça isso, tudo vai depender do que eu vou analisar semana que vem. Sim, semana que vem pretendo começar esse projeto de fazer saias, blusas e vestidos nesse estilo. 
Você gostou da ideia? Tem algo em relação à isso que quer compatilhar comigo? Só comentar abaixo ou mandar por qualquer uma das redes sociais disponíveis aqui no blog!

04/10/2017

Terceiro finalista do Prêmio Blog Alternativo

Gif via Alto Astral
Olá, candies! Hoje estava analisando os blogs que se inscreveram para escolher um deles. Confesso que foi difícil, vi alguns blogs que tinham participado e que melhoraram. E eu fiquei muito em dúvida se escolhia esses ou outros, enfim! 
Visualmente falando, todos eram lindos e em relação à influência, também tinham basicamente a mesma quantidade de comentários e afins, então eu fui guiada pelo conteúdo mesmo. E dentre esses blogs, tinha um que me conquistou desde que conheci há algum tempo, com posts extremamente bons de ler. Você começa e não tem aquela vontade de parar de ler porque o texto é confuso e tal, como provavelmente acontece por aqui, hahaha!
Flávia, do blog Memórias de uma Guerreira
E esse blog é o Memórias de uma Guerreira, nome bastante sugestivo, não é mesmo? Ele trata de muitos assuntos, mas sempre com uma pegada nerd, algo que acho muito legal. Eu não me dou bem para falar desses temas, mas gosto de ler! E o que acontece é que esse é o blog vencedor do mês de setembro! 🙋
Se você que está lendo tem um blog que se encaixa no estilo alternativo, eu não sei o que está fazendo que ainda não se inscreveu, fala sério!
Olha só os prêmios: 
- Um troféu exclusivo que vou fazer para a ganhadora;
- Um vale compra de R$100,00 na loja My Little Candy;
- Uma entrevista para esse blog;
- Divulgação nas minhas redes sociais com direito a post patrocinado no Facebook e Instagram.

Então, para se inscrever é só clicar aqui: Prêmio Blog Alternativo 👈

13/09/2017

Segundo finalista do Prêmio Blog Alternativo

Olá, candies! Já é quase metade do mês e ainda não analisei os blogs, está meio complicado, eu deveria ter pensado e dado uma pausa em tudo para poder fazer outras coisas (estudar). Estudar está sendo um problema bem grande para mim, porque eu estou me sentindo péssima por ter que deixar a loja desfalcada em todas as áreas, infelizmente. Mas que bom que final do ano provavelmente isso acaba e vou poder fazer minhas coisas em paz, hahaha! Sei que estudar é o sonho de muitas pessoas, mas não é tudo! E eu só fui descobrir isso quando já estava enrolada nisso! 
Mas enfim, primeiramente, quero pedir desculpas a algumas pessoas para as quais eu disse que gravaria um vídeo falando sobre o que elas poderiam melhorar, infelizmente não vai dar para fazer isso agora. Me perdoem, por favor, eu não consigo fazer isso. Eu realmente queria, gosto de fazer esse tipo de coisa, mas por enquanto, não tem como.

Imagem via Awn! - Cute Things
O segundo blog finalista é o Awn! - Cute Things, da Luciana Midory. É o blog mais fofo que conheço e claro, como vocês podem ver, é maravilhoso mesmo, por isso que está aqui como segundo finalista do Prêmio Blog Alternativo!
Lá, a Luciana posta sobre coisas fofas (óbvio!) e tudo que tem a ver com isso. É um amor em forma de blog! Desde de a outra vez eu já tinha visto que o blog dela é incrível e fiquei super em dúvida sobre qual blog seria o primeiro finalista, mas enfim, aqui está ele!
O blog se classifica como alternativo, pois como eu havia escrito no post com as regras, o blog ter um estilo fofo entrava nisso também, hahah! Então, é mais que merecido ele estar aqui como finalista.
E só para lembrar, os prêmios para o blog vencedor vão ser:
- Um troféu exclusivo que vamos fazer para a ganhadora;
- Um vale compra de R$100,00 na loja My Little Candy;
- Uma entrevista para esse blog;
- Divulgação nas minhas redes sociais com direito a post patrocinado no Facebook e Instagram.

Então, se você que está lendo tem um blog com estilo alternativo, leia as regras e se inscreva, você pode ser o próximo finalista: Prêmio Blog Alternativo <--- Clique para se inscrever!

28/08/2017

Das vezes que nos sentimos incompetentes...

Imagem via Viajante das Letras
Eu devo ser campeã em me sentir incompetente para fazer as coisas. Às vezes penso em desistir... Muitas vezes eu falo e tenho atitudes que demonstram que eu não ligo para nada, que levo tudo na brincadeira ou que acho que tudo vai melhorar, mas só Deus e eu sabemos o que se passa na minha cabeça. 
Quando eu era bem pequena, eu me sentia incompetente para praticar esportes, sim, isso mesmo, eu era péssima e ainda sou, não levo jeito para nada relacionado.
Quando cresci mais um pouco, começaram a me zoar por eu falava algumas coisas erradas, o famoso trocar o "R" por "G", coisa que vocês não sabem porque nunca me ouviram falar. Então eu acabei parando de falar com as pessoas, sempre falando baixinho e mesmo assim as pessoas zoavam, até mais porque se eu falava pouco, aí é que iam reparar que eu falava errado, não é mesmo? Mas enfim, aí me descobri incompetente para falar com as pessoas, apresentar trabalhos, fazer amizades e tudo mais. 
Quando cresci mais um pouco, comecei a me sentir incompetente nas matérias da escola, não gostava, achava difícil, não sabia desenhar, fazer contas, escrever certo... ou seja, alguma coisa nesse sentido eu não poderia trabalhar. Além de não me dar bem com esportes e não falar com as pessoas.
Quando entrei na faculdade me senti incompetente para tudo. Não sabia desenhar (e não sei!), não sabia fazer contas, não sabia escrever, não sabia editar trabalhos, não sabia costurar, não tinha criatividade, não gostava de temas de sociedade, não sabia trabalhar em grupo, enfim, tudo de ruim que alguém pode ter, eu tinha... e como estou hoje? 
Continuo não sabendo desenhar, as minhas piores notas foram em desenho. Passei porque os professores deviam ter pena de mim. 
Escrevo mais ou menos, sempre têm coisas erradas, ainda não sei fazer frases curtas, mas as minhas melhores notas envolviam isso, por incrível que pareça.
Hoje em dia eu edito os trabalhos, devem ficar ruins, mas ainda não reprovei por causa disso.
Costuro mais ou menos, nada sai perfeito, mas a cada peça costurada estou melhorando.
Não tenho criatividade, hoje penso que escolhi a profissão errada por causa disso, mas tirando essa parte, acho que não poderia estar mais certa.
Não gosto de temas de sociedade, porque se eu me envolver com isso, eu só me estresso e é melhor evitar para não brigar com mais ninguém, porque existem pessoas que não falam mais comigo por causa de assuntos como esses.
Não sei trabalhar em grupo, sempre acho que estou incomodando e não consigo fazer a minha parte porque fico até mesmo com vergonha de trocar ideias.
E o que falar disso tudo? Que eu não apenas me sinto incompetente quanto eu sou realmente incompetente para tudo isso que eu falei até agora. Sem falar do problema da administração... do tempo, dinheiro, tudo. 
Mas o que eu fui aprender nos últimos dias: que somos incompetentes para várias coisas, mas para outras, nós somos. 
No que eu posso dizer que sou competente? Para aprender coisas novas, para melhorar o que precisa sem melhorado, para organizar, para me sentir incompetente também, aliás! Hahaha! Mas falando sério, são coisas simples que outras pessoas podem ser extremamente incompetentes, até mais do que eu sou incompetente para fazer as outras coisas.
E isso é algo que todos devem saber: Que somos incompetentes para algumas coisas, mas não para tudo! O problema é descobrir isso depois que já ficamos tristes, que já passamos boa parte de nossas vidas de maneira sombria chorando porque não conseguíamos fazer o que era esperado que fizéssemos.
Infelizmente temos muito o que melhorar... aprender que ninguém é obrigado a saber tudo, que cada um é de um jeito e sabe fazer algo extremamente valioso. E isso é o que realmente importa.